Notícias Saúde

Vigilancia Sanitária Municipal proíbe venda do chá Múltiplo Amargo em Ouro Preto

Fonte: ouropretoonline

A Agência de Vigilância Sanitária do município de Ouro Preto do Oeste interditou todos os frascos do chá Múltiplo Amargo que estavam sendo comercializados nas farmácias da cidade. A medida se deu depois de ter sido constatado que o número de protocolo junto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, que consta em seu rótulo não está registrado na agência reguladora.
 
Desde o dia 19 de dezembro este produto encontra-se proibido de ser vendido em Ouro Preto e, mesmo após a conclusão do procedimento investigatório, os frascos interditados serão destruídos. Atualmente estes frascos encontram-se sob a responsabilidade dos proprietários de farmácia onde eram postos à venda.
 
De acordo com o chefe da unidade local de vigilância sanitária, Geomir Araújo, esta ação teve início no dia 03 de dezembro de 2013, após uma denúncia que, de imediato, passou a apurar, sendo que dias depois foi constatado que este produto estava utilizando um número de protocolo inexistente nos registros da ANVISA.

“Após recebermos uma denúncia, iniciamos um procedimento para apurar se de fato o Múltiplo Amargo possuía ou não registro na ANVISA e, após inúmeras consultas, obtivemos um documento oficial o qual comprovou que este produto não possuía, até aquela data, nenhum registro naquela agência”, detalha o chefe da vigilância.
Elba 12 Amargo x Boldo
Segundo Geomir, outra medida tomada foi referente ao chá Elba 12 Amargo que foi substituído nas farmácias pela própria empresa, após ser constatado que em seu rótulo havia o nome da substância vegetal boldo (Plectranthus barbatus), que contém propriedades medicinais. O produto, segundo o chefe da vigilância sanitária, não possuía número de protocolo junto a ANVISA, e por ter apenas o registro do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA, não poderia ser comercializado contendo o vegetal boldo.
 
“Mesmo após os responsáveis pelo chá Elba 12 Amargo terem retirado todos os frascos que continham o nome boldo e substituído por outros sem o nome do vegetal, enviamos uma quantidade deste chá para análise a fim de ver se o mesmo ainda possui a substância boldo, ou se foi mesmo retirada de seu composto ou, ainda, se apenas trocaram o rótulo da embalagem”, explica Geomir. 

 

Comentários
Favor preencher todos os campos com dados íntegros.
Nome
E-mail
Localidade
Comentário - 150 restantes
 

Publicidades

Classificados

© Urupá Net - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por dilsoWEB - Soluções em Websites!